quarta-feira, 24 de agosto de 2016

EDUCANDO AS CRIANÇAS COM PLENITUDE 


"A criança tem que ser educada para tomar conhecimento de todas as espertezas humanas de forma que ela possa se tornar familiarizada com o inteiro mundo problemático humano e experimentá-lo. Mas, se só esso tanto é feito uma personalidade desequilibrada será criada; o intelecto será afiado, mas seu coração vai estar vazio; A matemática será claro para ela, mas o amor vai ser algo não tocado, desconhecido mesmo. Ela vai ser capaz de destruir mas ela não será capaz de criar.
Ela vai capaz de vencer, mas ela não será capaz de perder. Um humano que só sabe ganhar não é um todo, porque há certas dimensões da vida que só estão disponíveis para os perdedores. O mundo é ganho por aqueles que sabem como ganhar, mas a realização divina só pode ser alcançada por aqueles que, também, sabem como perder.

A riqueza pode vir para aqueles que são vencedores, mas o amor só pode ser alcançado por aqueles que sabem como perder. A derrota tem a sua própria vitória. mas a matemática e a lógica só ensinam como ganhar, como vencer; A meditação ensina como perder. A lógica e a matemática nos oferece a habilidade de aumentar a nossa riqueza e nossas posses no mundo e ampliar nosso império.

 Meditação é a arte de expandir o reino da alma, expandir a consciência assim como ela abraça todo o universo.

Se apenas o intelecto da criança é educado, ela estará parcialmente paralisada; não haverá plenitude, não haverá nenhuma totalidade em sua vida. Uma de suas pernas estará sempre aleijada e sua vida será claudicante.

É somente porque todas as outras pessoas também são aleijadas que ninguém reconhece o fato.

As crianças têm um jogo de corrida em que uma de suas pernas está amarrada à perna de uma outra criança, portanto, apenas uma de suas pernas podem correr livremente.

Essa é virtualmente a maneira como nossa vida está organizada, assim como nós estamos usando somente uma perna. É pouco surpreendente que falhamos, colapsamos, quebramos!

A meditação é a segunda perna. Nós deveríamos ensinar meditação às crianças quando começamos educar seus intelectos. Do mesmo modo como a criança vai compreender a ciência, ela deveria aprender a compreender a verdadeira religião
simultaneamente.

Como você é, você é como uma árvore que não tem raízes: você sobe às alturas e se espalha, mas você não tem um caminho para dentro de si, para sua essência e assim você está tremendo a cada momento. Apenas uma pequena rajada de vento e você fica com medo porque você não tem raízes.

Se você tivesse raízes firmes nas profundezas da terra, então você ficaria alegre em convidar tempestades e deliciar-se quando elas vieram. Elas seriam um festival em sua vida no qual você pode dançar, porque na tempestade reside o desafio e só num fundo cheio de desafios você pode vir a conhecer seu ser plenamente. Então você agradece à tempestade e pede que ela venha mais vezes.


Mas como você é, apenas uma brisa e você fica com medo como se a morte tivesse chegado.
Em vez de ser grato à existência por ter enviado a tempestade, você se emociona e chora: “Oh meu Deus, me salve”! Proteja-me dessa tempestade. “E o medo é enorme, porque você não tem raízes”. As raízes vão para dentro e quanto mais profundas as raízes entram, mais forte a sua expansão externa será.

Isto faz da meditação, num certo sentido, o oposto do desenvolvimento intelectual, assim como as raízes estão num sentido oposto ao da árvore. A árvore sobe alto, as raízes são profundas e as direções em que crescem são opostas umas as outras.


Nesse sentido meditação é oposta ao intelecto, mas em outro sentido, toda a expansão para fora da árvore é suportada em suas raízes. Eles não estão realmente em qualquer oposição; Toda a glória do intelecto depende da meditação."


Osho,
Nowhere To Go But In - capítulo 10.

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Tente entender essa diferença corretamente. Uma forma delas é o caminho normal da vida - o que chamamos de prazer sexual. Uma pequena onda toma conta de você, no máximo uma tempestade num copo de água! 

É um evento localizado relacionado apenas com os órgãos genitais. Todas as ondas de energia que surgem em qualquer lugar do corpo tornam-se centradas nos órgãos genitais. E a onda passa em alguns momentos...
Sim, você foi apanhado por um vento, você foi influenciado um pouco por ele, mas, aí, toda a energia foi tomada e jogada fora pelos genitais. É como se todo o ar foi perdido por um balão; você se torna como um cadáver e adormece. Você confundiu esta onda momentânea, que vem e depois é perdida, para o prazer sexual - e não é nem mesmo o abc do prazer sexual.

A definição de prazer sexual do Tantra é: "Deixe que todo o seu corpo seja preenchido com a onda, que todo o seu vibrar celular com a sua emoção, tanto que nesse estado de atordoamento vibracional você se esquece totalmente de si, você se esquece mesmo que você existe - somente a dança permanece, não o dançarino; somente a canção continua e não o cantor. 

Deixe todo o seu ser se extasiar, em profunda meditação e você vai subir e tocar as alturas. E cada dia você vai subir mais alto."

E lembre-se, esta experiência de subir alto é vivida por todo o seu corpo. A maneira como você sente emoção e o despertar agora estão localizados nos órgãos genitais, mas na outra experiência de totalidade o seu corpo vai se tornar um shivalinga, o símbolo fálico e você vai sentir que a forma do seu corpo se dissolveu.
O shivalinga não é poesia é uma experiência. Quando a onda gigante de energia preenche todo o seu corpo e cada célula está sendo ativada e feliz, então você vai ver à sua volta um círculo de luz na forma de shivalinga e você vai experienciar a substância do seu corpo inteiro desaparecendo naquela forma de luz. Somente uma energia em forma de ovo de luz permanecerá. 

Sem olhos, sem nariz, sem mãos. Tudo isso desaparecerá. Essa é a forma da sua alma - essa energia em forma de ovo brilhante.
O dia em que você entrou no ventre de sua mãe era um ponto de luz em forma de shivalinga que realmente entrou; o corpo que você adquiriu posteriormente no útero. 

Quando você deixa o corpo, a morte acontece - isso já aconteceu anteriormente também. O corpo, sua forma, será deixado para trás aqui e shivalinga - o ponto brilhante de luz - irá surgir a partir dele e partir para uma nova jornada. O que aconteceu no momento da concepção e acontece novamente quando você morrer acontece também no estado final da relação sexual.


Mas você não estava consciente no momento da sua concepção e no momento de sua morte, você estará novamente inconsciente. No momento deste sexo que eu estou falando - e lembre-se, esse sexo não tem nada a ver com a outra, isso tem a ver com o seu tornar-se um shivalinga de consciência, quebrando todas as barreiras do corpo dentro de você - você vai pela primeira vez experimentar a forma de seu próprio eu. 
E o êxtase dessas experiências de auto formato com a existência, Tantra tem chamado isso de intercurso sexual supremo. Isso pode acontecer em sua solitude, bem como, com outra pessoa.

Osho,
Nowhere To Go But In

O SIGNIFICADO DE SAMADHI

Quando você diz sim, você encontra mais e mais coisas para dizer sim. Quando você diz sim, você se torna um agente do sim. A vida é afirmada e você absorve através de seu sim tudo o que é bom, belo, tudo o que é verdadeiro. 'Sim' se torna o seu portal em você para o divino entrar, 'não' se torna uma porta fechada. Com sua porta fechada, você é um inferno, com suas portas abertas, todas os seus portais abertos, a existência flui em você. Você tem frescor, juventude, vivo; você se torna uma flor.

Vitarka, Vichar, Ananda: Patanjali, o criador da Yoga há cinco mil anos, diz que se você está em sintonia com vitarka - um raciocínio positivo - então você pode ser uma inteligência pensante, nunca antes disso. Aí sim o pensamento inteligênte surge. Ele dá um significado muito diferente para a arte de pensar. Você também acha que você pensa; Patanjali não vai concordar. Ele diz que você tem pensamentos, mas sem um pensar inteligente. É por isso que eu digo que é difícil traduzí-lo.
Ele diz que você tem pensamentos, pensamentos errantes, como uma multidão, mas sem um pensar inteligente. Entre dois de seus pensamentos não há corrente interna. São coisas desenraizadas, não há planejamento interior. Seu pensamento é um caos, não é um cosmos; ele não tem a disciplina interna. É como você vê um rosário. Existem contas; elas são mantidas juntas por um fio invisível que funciona através delas.

Os pensamentos são contas; a inteligência pensante é o fio. Você tem contas - muitas, na verdade, mais do que você precisa - mas nenhum fio de ligação entre eles. Esse fio interno é chamado por Patanjali, de inteligência pensante - Vichar.


Você tem pensamentos, mas nenhuma inteligência pensante. E se isso vai crescendo em você, você vai ficar louco. Um louco é um humano que tem milhões de pensamentos e não pensa inteligentemente e o samadhi sampragyata é o estado quando não há pensamentos, mas a inteligência pensante é perfeita. Esta distinção tem de ser entendida.

Seus pensamentos, em primeiro lugar, não são seus - você os recolheu por aí. Apenas em um quarto escuro, por vezes, um feixe de luz vem do telhado, você vê milhões de partículas de poeira flutuando no feixe. Quando eu olho para você, eu vejo o mesmo fenômeno: milhões de partículas de poeira. Você as chama de pensamentos. Eles estão se movendo em você e para fora de você. De uma cabeça eles entram em outra e eles vão em frente. Eles têm sua própria vida.
Um pensamento é uma coisa; tem a sua própria existência. Quando uma pessoa morre, todos os seus pensamentos loucos são liberados imediatamente e eles começam a encontrar abrigo em algum lugar ou outro. Imediatamente eles entram naqueles que estão ao redor. Eles são como germes, eles têm a sua própria vida.

Mesmo quando você está vivo você vai dispersando seus pensamentos ao seu redor. Quando você fala, então é claro que você joga seus pensamentos em outros.

Mas quando você está em silêncio, aí, também você está jogando pensamentos pra todo lado. Eles não são seus; essa é a primeira coisa.

Um humano de razão positiva irá descartar todos os pensamentos que não são seus. Eles não são autênticos, ele não os encontrou através de sua própria experiência.
 Ele tem acumulado dos outros, ele pegou emprestado. Eles são sujos, eles têm estado em muitas mãos e cabeças. Um humano de inteligência pensante não vai pedir emprestado, ele gostaria de ter um pensamento cpm frescor de sua autoria. E se você é positivo e se você olha para a beleza, para a verdade, para a bondade, para as flores, se você se torna capaz de ver, mesmo na noite mais escura que a manhã está chegando mais e mais perto, você vai se tornar capaz de pensar de verdade, de usar sua inteligência pensante.

Osho,

Yoga: The Science of the Soul
 A verdade significa autenticidade, ser verdadeiro, não ser falso, não usar máscaras. Tudo o que é a sua verdadeira face, mostre-a a todo custo.

Lembre-se, não significa que você tem que desmascarar outros. Se eles estão felizes com suas mentiras é para eles decidirem. Não vá e desmascare qualquer um, porque esta é a forma como as pessoas pensam. Elas pensam que têm que ser verdadeiras - autênticas; isso significa que elas têm que desnudar todo mundo."Porque você está escondendo o seu corpo? não são necessárias essas roupas. "Não. Por favor, lembre-se, seja verdadeiro para si mesmo. Você não precisa reformar outra pessoa no mundo. Se você pode crescer sozinho, isso é o suficiente. Não seja um reformador e não tente ensinar aos outros e não tente mudar os outros. Se você mudar, essa é uma realização mais que suficiente.

Ser autêntico significa manter-se verdadeiro ao seu próprio ser. Como manter-se verdadeiro? Três coisas têm que ser lembradas.

  1. Não ouça, não escute ninguém, o que eles dizem para você ser. Ouça e escute sempre a sua voz interior, o que você gostaria de ser; caso contrário, toda a sua vida será desperdiçada. Sua mãe quer que você seja um engenheiro, seu pai quer que você seja um médico e você quer ser um poeta. O que fazer? Claro que a mãe está certa, porque é mais econômico, financeiramente mais útil para ser um engenheiro. O pai também está certo: ser médico é uma boa mercadoria no mercado; ele tem um valor de mercado. "Um poeta? Você ficou maluco? És maluco?"

    Os poetas são pessoas que são amaldiçoadas. Ninguém os quer. Não há necessidade deles; o mundo pode existir sem poesia. Não haverá problemas se a poesia não estiver lá. O mundo não pode existir sem os engenheiros; o mundo precisa de engenheiros. Se você é útil você é valioso; se você não é útil você não tem qualquer valor.

    Mas se você quer ser um poeta, seja um poeta. Você pode ser um mendigo. Boa! Você não pode ficar muito rico através disso. Não se preocupe com isso, porque você pode se tornar um grande engenheiro e você pode ganhar muito dinheiro, mas você nunca terá qualquer realização. Você vai sempre ansiar, o seu ser interior vai buscar ser um poeta.

    Lembre-se, seja verdadeiro à sua voz interior. Pode levá-lo ao perigo; aí, enfrente o perigo, mas permaneça verdadeiro à sua voz interior. Então, há uma possibilidade de que um dia você possa chegar a um estado onde você pode dançar com alegria interior. Sempre olhe para a primeira coisa que é o seu ser e não permita que outros possam manipulá-lo e controlá-lo. Eles são muitos: todo mundo está pronto para controlá-lo, todo mundo está pronto para mudá-lo, todo mundo está pronto para dar a você um sentido que você não pediu. Todo mundo está dando a você um guia para a sua vida. O guia existe dentro de você; você carrega o projeto.
    Ser autêntico significa ser verdadeiro consigo mesmo. É um fenômeno muito, muito perigoso; raras pessoas podem fazer isso. Mas sempre que as pessoas fazem isso, eles alcançam. Eles alcançam tanta beleza, tanta graça, tal contentamento, você não pode imaginar. Se todo mundo parece tão frustrado, a razão é que ninguém ouviu, ninguém escutou a sua própria voz.
    Você queria se casar com uma moça, mas a moça era muçulmana e você é um brâmane hindu. Seus pais não permitiriam. A sociedade não aceitaria; isso era perigoso. A moça era pobre e você é rico. Então você se casou com uma mulher rica, hindu, brâmane por casta, aceita por todos, mas não pelo seu coração. Então, agora você vive uma vida feia. Agora você vai procurar a prostituta, mas até mesmo prostitutas não vão ajudá-lo. Você prostituiu toda a sua vida; você perdeu toda a sua vida.

    Ouça, escute sempre sua voz interior e não ouçar qualquer outra coisa. Mil e uma são as tentações ao seu redor, porque muitas pessoas estão lá vendendo suas coisas. É um supermercado, o mundo e todo mundo está interessado em vender a sua coisa a você; todo mundo é um vendedor. Se você ouvir muitos vendedores você vai ficar louco. Não dê ouvidos a ninguém; basta fechar os olhos e ouvir a voz interior. Isso é o que é a meditação: ​​Ouça, escute sua voz interior. Essa é a primeira coisa.

  2. A segunda coisa - se você tiver feito a primeira coisa só então fazer a segunda torna-se possível: nunca use uma máscara. Se você está com raiva, fique com raiva. É arriscado, mas não sorria, porque isso é ser falso. Mas você tem sido ensinado que quando você está irritado, sorria; aí, seu sorriso se torna falso, uma máscara ... só um mover dos lábios, nada mais. O coração cheio de raiva, cheio de veneno e os lábios sorridentes; você se torna um fenômeno falso.
    Então a outra coisa também acontece: quando você quer sorrir, você não pode. Todo o seu mecanismo está às avessas, porque quando você tinha raiva você não expressava, quando você odiava você não o fez. Agora você quer amar; de repente você descobre que o mecanismo não funciona. Agora você quer sorrir; você tem que forçá-lo. Realmente, o seu coração está cheio de sorriso e dá vontade de rir alto, mas você não pode rir algo engasga no coração, algo engasga na garganta. O sorriso não vem, ou mesmo se ele vem é um sorriso muito pálido e morto. Não faz você feliz. Não faz você borbulhar com ele. Não é uma radiância, um brilho ao seu redor.

    Quando você estiver com raiva, fique com raiva. Nada há de errado em estar com raiva. Se tiver vontade de rir, ria. Não há nada errado em rir, em gargalhar alto. Pouco a pouco você vai ver que todo o seu sistema está funcionando. Quando funciona, realmente, tem um som de fundo, um sussurro em torno dele, assim como um carro, quando tudo está indo bem, tem um som específico. O motorista que ama o carro sabe que agora tudo está funcionando bem, há uma unidade orgânica - o mecanismo está funcionando bem.
    Você pode ver: sempre mecanismo de uma pessoa está a funcionando bem, você pode ouvir o sussurro em torno dele. Ela caminha, mas seu passo tem uma dança nele. Ela fala, mas suas palavras carregam uma poesia sutil nelas. Ela olha para você e ela realmente olha; não é só uma coisa morna é realmente quente. Quando ela te toca ela realmente te toca. Você pode sentir sua energia se movendo em seu corpo, uma corrente de vida sendo transferida... porque o seu mecanismo está funcionando bem.

    Não use máscaras; caso contrário, você irá criar disfunções no seu mecanismo... Bloqueios, couraças. Há muitos bloqueios no seu corpo. Uma pessoa que tenha suprimido a raiva, sua mandíbula fica bloqueada. Toda a raiva vem até a mandíbula e aí, para. Suas mãos ficam feias. Ela não tem o movimento gracioso de uma dançarina, não, porque a raiva vem nos dedos - e bloqueia.

    Lembre-se, a raiva tem duas fontes a serem liberadas. Uma delas são os dentes, a outra são os dedos: porque todos os animais, quando estão com raiva, vão morder, vão usar os dentes ou eles vão começar a arranhar, a rasgar com suas patas. Assim, as unhas e os dentes são os dois pontos de onde a raiva é liberada.

    Eu tenho uma suspeita de que onde quer que a raiva seja suprimida demais, as pessoas têm problemas nos dentes. Seus dentes vão mal porque muita energia está lá e nunca é liberada. Qualquer pessoa que suprime a raiva vai comer mais; pessoas com raiva sempre comem mais porque os dentes precisam de algum exercício.

    Pessoas com raiva vão fumar mais. Pessoas com raiva vão falar mais;  elas podem se tornar locutores obsessivos, porque, de alguma forma, a mandíbula precisa de exercício para que a energia seja liberada um pouco. as mãos das pessoas irritadas ficará atadas, feias. Se a energia fosse liberada poderia se tornar belas mãos.
    Se você suprime alguma coisa, no corpo há uma parte, uma parte correspondente, para a emoção. Se você não quer chorar, seus olhos vão perder o brilho, porque são necessárias as lágrimas; eles são um fenômeno muito vivo.

    Quando de vez em quando você se emociona e chora, se realmente você entra nisso - você se torna isso - lágrimas começam fluir dos seus olhos; seus olhos são purificados, os olhos de novo se tornam frescos, jovens e virgens. É por isso que as mulheres têm mais belos olhos, porque elas ainda podem chorar. O homem perdeu seus olhos, porque eles têm uma noção errada de que os homens não devem chorar. Se alguém, um menino chora até mesmo os pais e outros, dizem, "O que você está fazendo? Você é um maricas? "
    Que absurdo, porque a vida lhe deu - homem ou mulher - as mesmas glândulas lacrimais. Se o homem não pudesse se lastimar, chorar, não teria havido nenhuma glândula lacrimal. A matemática é simples! Por que existem as glândulas lacrimais no homem na mesma proporção em que eles existem nas mulheres? Olhos precisam de emoção e choro, e é realmente bonito se você pode chorar e se emocionar de todo o coração.
    Lembre-se, se você não pode se emocionar e chorar de todo o coração, você não pode rir também, porque essa é a outra polaridade. As pessoas que podem rir também podem chorar; Pessoas que não podem chorar não podem rir. Você pode ter observar algumas vezes nas crianças: se riem em voz alta por algum tempo eles começam a chorar - porque essas coisas são unidas. Nas vilas eu ouvi mães dizendo aos seus filhos, não ria demais; caso contrário, você vai começar a chorar. " Realmente é verdade, porque os fenómenos não são diferentes -. É apenas os mesmos movimentos de energia para os polos opostos.
    A segunda coisa: não use máscaras. Seja verdadeiro qualquer que seja o custo.

  3.       A terceira coisa sobre a autenticidade: permaneça sempre no presente - porque toda falsidade entra ou a partir do passado ou a partir do futuro. O que passou, passou; não se preocupe com isso. Não o leve como um fardo; caso contrário não irá permitir que você fosse autêntico no presente. Tudo o que não aconteceu ainda não aconteceu. Não seja desnecessariamente preocupado com o futuro; caso contrário, isso virá para o presente e o destruirá. Seja verdadeiro ao presente e então você será autêntico. Estar aqui-agora é ser autêntico. Sem passado, sem futuro: Este momento tudo, este momento é toda a eternidade.
  4. Essas três coisas e você alcança o que Patanjali chama de veracidade, de verdade. Então tudo o que você disser será verdade. Normalmente você acha que você tem que estar alerta para dizer a verdade. Eu não estou dizendo isso. Estou dizendo: você cria autenticidade; tudo o que você disser será verdade. Um homem autêntico não pode mentir; tudo o que ele diz vai ser verdade.

    Na Yoga temos uma tradição - até pode não ser possível que você acredite; Eu acredito nisso porque eu conheci, eu experimentei: se um homem real, autêntico mente, a mentira se torna verdade, porque um homem autêntico não pode mentir. É por isso que nas antigas escrituras é dito: "Se você está praticando a autenticidade, esteja alerta para não dizer nada contra ninguém - porque isso pode se tornar realidade. Temos muitas histórias de grandes videntes que disseram algo com raiva, mas eles eram tão autênticos...


    Você deve ter ouvido o nome de Durvasa - um grande vidente, o homem autêntico. Se ele diz algo, ele mesmo não pode cancelá-lo. Se ele te amaldiçoa, a maldição vai se tornar realidade. Se ele diz: "Você vai morrer amanhã!" Você vai morrer amanhã, porque a partir dessa fonte de autenticidade a mentira não é possível. Toda a existência segue um homem autêntico e aí, mesmo ele não pode cancelá-lo.


    É belo. É por isso que as pessoas vão para grandes videntes para receberem sua bênção: se eles abençoam, isso vai se tornar realidade. Esse é o significado, nada mais. Eles vão e pedem bênçãos. Se o vidente dá as bênçãos, então eles não ficam mais preocupados; isso vai acontecer agora, porque como pode um homem autêntico dizer uma mentira? Mesmo que seja uma mentira, vai se tornar verdade. Então, eu não digo, "Diga a verdade." Eu digo, "Seja autêntico e tudo o que você disser vai ser verdade."

Osho, Yoga: A New Direction, Talk #7

domingo, 21 de agosto de 2016

"Tristeza é a raiva passiva e raiva é tristeza ativa. Porque a tristeza vem fácil, a raiva parece ser difícil. Porque você está demasiadamente em sintonia com o passivo.
 É difícil para uma pessoa triste estar com raiva. Se você puder fazer uma pessoa triste com raiva, sua tristeza vai desaparecer imediatamente. Vai ser muito difícil para uma pessoa com raiva ficar triste. Se você pode fazê-lo triste, sua raiva irá desaparecer imediatamente.


Em todas as nossas emoções a polaridade básica continua - do homem e da mulher, yin e yang, o macho e a fêmea. A raiva é masculina, a tristeza é feminina. Então, se você está em sintonia com a tristeza é difícil mudar para raiva, mas eu gostaria que você mudasse. Implodir não vai ajudar muito porque mais uma vez você está procurando alguma forma de ser passivo. Não! Traga a raiva para fora, represente, atue, faça um teatro. Mesmo que pareça absurdo, aí, então, também. Seja um palhaço em seus próprios olhos, mas traga a raiva para fora. 
Se você pode flutuar entre a raiva e a tristeza, ambos tornam-se igualmente fáceis. Você terá uma transcendência e, aí, você será capaz de observar. Você pode estar por trás da tela e observar, assistir a esses jogos e então você pode ir além de ambos. Mas primeiro você tem que se mover facilmente entre esses dois estados emocionais. Caso contrário, você tende a ficar triste e quando você fica pesado, a transcendência é difícil.
Lembre-se, quando duas energias, energias opostas, são exatamente iguais, meio a meio, então é muito fácil sair delas, porque elas estão lutando e cancelando uma à outra e você não está no apego de nenhuma delas. Sua tristeza e sua raiva são 50-50, energias iguais, de modo que se anulam mutuamente. De repente, você tem a liberdade e você pode escorregar para fora. Mas se a tristeza é setenta por cento e raiva trinta por cento, então é muito difícil. Trinta por cento de raiva em contraste com setenta por cento de tristeza significa que quarenta por cento de tristeza ainda estará lá e não vai ser possível; você não será capaz de facilmente escorregar para fora. Aqueles quarenta por cento vão cair em cima de você.

Portanto, esta é uma das leis básicas de energias interiores - deixe sempre as polaridades opostas chegarem a um estado de igualdade e, aí, você é capaz de escapar delas. É como se duas pessoas estão lutando e você pode escapar. Eles estão tão envolvidos com eles mesmos que você não precisa se preocupar e você pode escapar. Não traga a mente para a situação. Apenas torne isso tudo um exercício.

Você pode torná-lo um exercício todos os dias; esqueça ficar esperando para que isso venha. Todos os dias você tem que ficar com raiva – aí isso será mais fácil. Então, salte, corra, grite e traga a raiva. Uma vez que você puder trazer a raiva sem nenhuma razão, você vai ser muito feliz porque agora você tem uma liberdade dela. Caso contrário, até mesmo a raiva é dominada por situações. Você não é um mestre dela. Se você não puder trazê-la, como você pode soltá-la?


Gurdjieff  ensinava seus discípulos nunca começar a abandonar qualquer coisa. Primeiro comece a trazer a coisa, porque só uma pessoa que pode criar raiva sob demanda pode ser capaz de deixá-la cair sob demanda - matemática simples. Então Gurdjieff dizia a seus discípulos que primeiro aprenda a ficar com raiva. Todo mundo estava sentado e de repente ele dizia, "Número um, levante-se e fique com raiva!" Parece tão absurdo.

Mas se você pode trazê-la.... E ela está sempre disponível, lá no canto, você só tem que puxá-la. Ela vem facilmente quando alguém dá uma desculpa. Alguém o insulta - ela está lá. Então por que esperar pelo insulto? Por que ser dominado pelo outro? Por que você não pode trazê-la sozinho? Traga-a você mesmo!

 No começo parece um pouco fora do comum, estranho, inacreditável, porque você sempre acreditou na teoria de que alguém que o insultou criou a raiva. Isso não é verdade. A raiva tem estado sempre lá; alguém acaba de dar uma desculpa para que ela venha para a superfície. Você pode dar uma desculpa. Imagine uma situação em que você teria ficado com raiva e se tornaria irritado. Fale com a parede e diga coisas e logo a parede vai estar falando com você. Basta ficar completamente louco. Você tem que trazer raiva e tristeza a um estado semelhante, onde elas são exatamente proporcionais uma à outra. Elas irão anular-se mutuamente e você pode escapar.


Gurdjieff costumava chamar isso de "o caminho do humano astuto" - trazer energias internas a um tal conflito que elas ficam envolvidas juntas cancelando-se mutuamente e você tem a oportunidade de escapar. Tente a experiência, mm?"

Osho, Get Out of Your Own Way, Talk #4

(Este título já não está disponível, a pedido do Osho)

sábado, 13 de agosto de 2016

FELICIDADE É AQUILO QUE ACONTECE


A solidão é um estado negativo da mente. A solitude é positiva, apesar do que dizem os dicionários. Nos dicionários, solidão e solitude são sinônimos - são sinônimos nos dicionários; mas na vida não são. 

A solidão é um estado mental quando você está constantemente sentindo falta do outro, a solitude é o estado de espírito quando você está constantemente sentindo prazer consigo mesmo. 
A solidão é miserável, a solitude é cheia de êxtase. A solidão está sempre preocupada, faltando alguma coisa, ansiando por alguma coisa, desejando algo; a solitude é um preenchimento profundo, não indo para fora, tremendamente contente, feliz, celebrativo. 

Na solidão você está fora do centro, na solitude você está centrado e enraizado. A solitude é bonita. Ela tem uma elegância em torno dela, uma graça, um clima de enorme satisfação. A solidão é mendicância; tudo em torno dela é mendigar e nada mais. Não tem nenhuma graça em torno dela. Na verdade, é feia. A solidão é uma dependência, solitude é pura independência. A pessoa sente como se ela é o mundo todo, sua existência inteira.
Agora, se você se mover para um relacionamento quando você está se sentindo solitário, então você vai explorar o outro. O outro se tornará um meio para satisfazê-lo. Você vai usar o outro e todo mundo se ressente de ser usado porque ninguém está aqui para se tornar um meio para qualquer outra pessoa. 

Todo humano é um fim em si mesmo. Ninguém está aqui para ser usado como uma coisa, todo mundo está aqui para ser adorado como um rei. Ninguém está aqui para satisfazer as expectativas de ninguém, todo mundo está aqui somente para ser ele mesmo. 
Assim, sempre que você se move para qualquer relacionamento a partir de uma solidão, o relacionamento já está rochoso, duro e difícil. Mesmo antes de ter começado, ele já é rochoso. Mesmo antes do nascimento, a criança já está morta. Ele vai criar mais sofrimento para você. 

E lembre-se, quando você se move a partir de sua solidão você terá um relacionamento com alguém que está na mesma situação, porque nenhum humano que está realmente vivendo sua solitude estrará atraído por você. Você estará muito abaixo dele. Ele pode, no máximo, se simpatizar, mas não pode te amar. 
Aquele que está em seu ápice de solitude só pode ser atraído por alguém que também está em solitude, só e pleno. 

Assim, sempre que você estiver na solidão, você vai encontrar um humano do mesmo tipo; você vai encontrar o seu próprio reflexo em algum lugar. Dois mendigos se unirão, duas pessoas miseráveis vão se encontrar. E lembre-se, quando duas pessoas miseráveis se encontram, não é uma adição comum, é uma multiplicação. Eles criam muito mais miséria para os outros do que eles poderiam ter criado em sua solidão.
Primeiro fique sozinho e pleno, em solitude. Primeiro comece a se divertir. Primeiro ame a si mesmo. Primeiro fique tão autenticamente feliz que, se ninguém vier não importa; você está pleno, transbordando. Se ninguém bate à sua porta é perfeitamente aceitável - você não está carente. Você não está esperando por alguém para vir e bater à sua porta. Você está em casa. Se alguém vem, bom, bonito, belo. Se ninguém vier, isso também é belo e bom. Aí sim, mova-se para um relacionamento. Agora você se move como um mestre, não como um mendigo. Agora você se move como um imperador e não como um mendigo. E a pessoa que aprendeu a viver em sua solitude será sempre atraída por outra pessoa que também está vivendo sua solitude belamente, porque o mesmo atrai o mesmo. 
Quando dois mestres se encontram - mestres de seu próprio ser, de sua solitude - a felicidade não é apenas adicionada, é multiplicada. Torna-se um fenômeno enorme de celebração. E eles não exploram, eles compartilham. Eles não usam uns aos outros. Muito pelo contrário, os dois se tornam um e desfrutam da existência que os rodeia.

Osho,
Come Follow to You, Vol. 4